30 novembro 2011

estrela do mar como porta aliança

foto net

Vi num site de Portugal que tem uma noivinha com tanto desejo de um porta alianças assim e não houve ninguém que fizesse para ela...Pena que estás tão longe... adoraria realizar isso!
Adorável!

Flor de organza cristal PAP


Recorte ao menos 6 pétalas para cada flor.
Acenda uma vela que não precisa estar dentro de nenhum vidro, serve as de casa mesmo, aquelas branquinhas de quando acaba a luz., são melhores ainda pois o fogo é maior e você tem como trabalhar mais solta em volta do fogo para virar a flor em toda a circunferência.
Vai ficar meio tortinha, mas é  normal,flores são assimétricas e quando juntar todas dará o efeito desejado.
[forminhas2.jpg]
Esses são os moldes dados por Treza e servem também para fazer as forminhas dos lindos e chiquérrimos docinhos que andam na moda! Para essa flor foi o segundo molde.
Você vai precisar de Organza Cristal  e uma tesoura com ótimo corte.
Faça o molde em papel e transfira para o tecido se não tiver muita habilidade
O tutorial original é da Treza Edmunds e está circulando mundo afora...Pode ser que no final pareçam camélias...
Estando todas queimadas, junte todas uma em cima da outra. Atente-se para colocar a que ficou maior por baixo e assim sucessivamente até chegar à menor. O efeito será mais bonito.
Prepare linha e agulha fina para fazer o miolo da flor. Arremate no centro e coloque as pedrinhas, quantas quiser até chegar naquilo que deseja. Pode-se trabalhar também com pérolas ou strass.
O efeito é bem interessante e use onde desejar. Poderá montar um arranjo para o cabelo ou até mesmo aplicar na almofada de alianças. Possibilidades não vão faltar.

Tafetá também queima tão bem quanto a organza cristal.
Seja rápida na hora de passar o tecido no fogo para que não se queime mais de um lado que do outro ou pegue fogo, isso pode acontecer.Pode também ficar preto em alguns pontos. Portanto mãozinha firme e segura.

Beijocas!


Lica Motta

29 novembro 2011

Damas bailarinas

daminhas bailarinas
fotos: Sara Donaldson
fonte: constancezahn.com

Não pude resistir ...desculpem, mas esse essa combinação ficou doce demais.
Simples e sofisticado ao mesmo tempo...na minha opinião não faltou nada, guirlanda perfeita para os cabelos, laço de organza perfeito como acabamento...
A leveza do tule sugere querubins pairando em plena festa!
Amei!Isso sem falar nos cones de partituras....ownnnnnn.......

Lica Motta

Mantilhas e renda chantilly



Gj tecidos
Muitas noivas sonham com uma linda mantilha de 
quatro  metros ou mais...com a volta toda aplicada em
 Renda Chantilly...
Eu também acho um sonho...
Realmente é uma das rendas mais delicadas para se 
preparar uma mantilha.O resultado é um docinho português!
O que deixa as noivinhas não muito felizes, é o valor final de 
uma peça assim.
Um exemplo :  na casa GJ tecidos , o metro dos bicos de Renda
 Chantilly variam entre R90,00 e 150,00, com 35 cm de largura.
Mas não fiquem tristes...Um metro de bico de renda tem  duas 
fileiras e o que era um virou dois , para alegria geral ! rs..
Calcule quantos metros de comprimento terá seu véu, caso não saiba
como fazer o cálculos, peça ajuda de um vendedor experiente
para comprar a medida certa.
Capriche na escolha do tule também,
pois uma peça com essa renda exige um tule de  
primeira linha.
As peças de tule medem 1,20 e 2,40 m de largura.
Escolha a medida que mais lhe agrada,
contrate uma boa e paciente costureira, pois,para
 recortar a renda sem picotar em lugar errado precisa ter calma
 e capricho.
Pronto ! Mantilha com bicos de renda chantilly vira realidade!

Lica Motta


Costurando com renda

Vestido Rosa Clará



vestido Rosa Clará

A renda é um tecido de trama muito aberta, geralmente combina estrutura de enredamento e bordados com ou sem relevo. As rendas podem ser leves ou pesadas.
brRendaParaNoiva-custom
TIPOS

  • Leve e transparente: é delicada e flexível.
  • Pesada ou média: é mais espessa, contendo desenhos em alto relevo.
Renda chantilly – é mais tradicional e leve, não tem relevo. As de seda são mais pesadas e têm brilho, já as de algodão são mais maleáveis.
Renda de tule – esta renda tem pequenos buquês ou motivos geométricos soltos sobre sobre a transparência do tecido.
Guipure – é a mais pesada e nobre das rendas. Tem desenhos bem unidos em alto relevo que se repetem.
Sutache  fios de sutache se sobrepõem à trama da renda tipo chantilly, o que faz um destacado relevo.
Filé – sobre uma rede feita à mão, os espaços vazados são preenchidos com desenhos. Pode ser feita de algodão, seda, e linho.
Bilro – totalmente artesanal, é feita em uma almofada onde agulhas são fixadas para guiar a trama.
Renascença – é uma das rendas mias valiosas, pois é feita totalmente à mão com agulha de costura.
RISCO E CORTE
  • Corte a renda procurando conservar todos os desenhos na mesma direção, de forma que haja uma continuidade sem interrompe-los;
  • O forro deve ser cortado em primeiro lugar.  Deve ser de uma cor harmoniosa com a renda e a composição de sua fibra também tem que ser compatível com a renda que será utilizada;
  • Corte a renda de acordo com o forro e transfira todas as marcações para o forro. Uma boa opção é riscar as partes do molde em papel fino, prendendo o papel à renda com alfinetes e cortar os dois juntos. Depois de cortadas as partes, retire o papel;
  • Risque cuidadosamente as partes do molde com giz sobre o forro, cortando em cima da linha riscada. Separe as partes e identifique todas do lado avesso do forro e prenda com alfinetes as partes de renda e de forro correspondentes, para não confundi-las.
  • Da mesma maneira que a renda leve deve ser cortada procurando conservar todos os desenhos na mesma direção, de forma que haja uma continuidade sem interrompe-los. Os desenhos nas costuras laterais e nos ombros devem ser harmoniosos;
  • Todas as marcas de costuras devem ser feitas pelo avesso da peça, através de alinhavos
MONTAGEM

  • Para evitar que a renda deslize ao costurar, coloque tiras de papel de seda entre o impelente e o tecido;
  • Use agulha de máquina “ponta bola” nº 11 e de mão nº 10, bem fina e longa, se a renda for fina. Se a renda for mais pesada, pode ser usada uma agulha mais grossa;
  • Se for colocar forro solto, todas as costuras feitas na renda devem ter acabamento perfeito. Para isso, pode-se recorrer a costurar debruadas;
  • Se a renda exigir forro preso, este deve ter a função de entretela, de forma que a renda se uma a ele, formando uma tela única. O forro deve ser preso à peça por meio de alinhavo diagonal, sobre uma superfície plana;
  • A bainha deve ser feita com todo o cuidado, de forma a manter o desenho na posição certa. Nas rendas pesadas, a barra pode ser recortada, aproveitando o contorno do desenho;
  • Para bainhas em renda pesada, recomenda-se uma bainha postiça. Para uma renda leve, recomenda-se a bainha em rolinho ou a aplicação de uma tira para reforçar. Pode-se ainda optar-se pela aplicação de uma renda decorativa como arremate da bainha, costurada com ponto de luva ou zig-zag. Algumas rendas permitem que se recorte o contorno dos motivos, sendo isso suficiente para o acabamento da barra.
PASSAR A FERRO

  • Proceda cautelosamente ao passar peças com renda. A temperatura do ferro deve ser correspondente à fibra;
  • A renda deve ser passada o menos possível, pelo avesso, protegida por um tecido;
  • A tábua de passar deve ser bem acolchoada, por causa da delicadeza da renda.

28 novembro 2011

véu com cetim

vestido idea sposa 

almofada de aliança de renda sutache

Ivory Alencon and Satin Ring Bearer Pillow
Com passador para mãos
Ivory Alencon and Satin Ring Bearer Pillow
renda sutache
fonte: etsy - simplybridal

almofada para aliança com tule

Ring Bearer Pillow Bridal Lace
babadinho de tule com fio transparente
Ring Bearer Pillow Bridal Lace
aplique renda guipure
Ring Bearer Pillow Bridal Lace
passador para mãos da criança

fonte: etsy.com by jannyfy

almofadas, renda-se...

Bridal Ring Bearer Pillow in Cream and Blush Pink with Chiffon Flowers, Lace and Vintage Brooch- Vintage Bride
flores de musseline
Bridal Ring Bearer Pillow with Silk and Satin Flowers, Pearls, Crystals and Jewels - So Romantic
De sonho...
Ring Bearer Pillow in White and Off-White with Chiffon Flowers, Pearls, Ostrich Feathers and Jewels
Com pluminhas 
Bridal Ring Bearer Pillow and Flower Girl Basket in White and Ivory with Lace, Chiffon, Tulle and Jewels
lindos botões de pérolas
Bridal Ring Pillow White, Cream and Ivory with Lace and Chiffon Flowers, Jewels and Pearls- Lea
renda sutachinho
Bridal Ring Pillow White, Cream and Ivory with Lace and Chiffon Flowers, Jewels and Pearls- Lea
com passador de mãos
Inspiradora...Sol biju - Canadá





fotos Lica Motta

As almofadas brancas de cetim são feitas pelas mãos de fada de Dona Naná.
Gostou ? 

véu catedral cascata

foto: net
Vestidos de casamento


Véu cascata , como fica bonito numa noiva. Há  quem  corte um pedaço de tule sem acabamento, colocam nas noivas e chamam de fashion, eu não sei o que há de fashion em costuras sem acabamento perfeito. Olha a delicadeza de um véu com barrado de cetim, corte clássico , uma cascata perfeita...
Nesse modelo a parte mais curta é na altura da mão esticada da noivae no total deve ter menos de três metros. Pode chegar a quatro!
Lindo!

Lica Motta

23 novembro 2011

Laços nos vestidos das daminhas

foto: Lica Motta / vestido Liz Neuli
foto: Marthasthewart

Como para tudo na vida existe um gosto específico, assim também funciona para os enormes laços nos vestidos das damas de honra.
Eu gosto e acho adocicado, muitas noivas torcem o nariz e preferem a faixa na cintura sem laço.
Fica também interessante e tem alguns detalhes que podem ser feitos na faixa, como nervurinhas ou apliques de renda ou pérolas por exemplo.
Mas que uma bela faixa de cetim deixa o vestido mais fofo, isso deixa!

22 novembro 2011

véu delicado

Vestido de A Bela Noiva na loja Celui
http://www.celui.pt/
Um véu delicado e cheio de charme!
Fio transparente em volta dando esse crespo tão singelo.
Corte cascata

O véu certo para cada cerimônia

Acerte no véu



O uso de véu é um elemento tradicional e ainda muito usado pela grande maioria das noivas. Esse acessório tem algumas regrinhas que as noivas precisam seguir na hora de escolher o modelo certo para o vestido e o tipo de cerimônia.
Geralmente a escolha é feita na hora que se define o vestido pois o véu deve combinar com o modelo do traje, o horário da cerimônia e o tipo da festa. Uma festa à noite requer modelos mais arrojados de véu enquanto que uma cerimônia de manhã ou na praia, muitas vezes dispensa esse acessório.
O Blog da Noiva pesquisou algumas regrinhas para você não cometer erros.

Véu catedral – São véus formais, usados com vestidos de calda longa. O comprimento deste tipo de véu geralmente ultrapassa o comprimento da calda do vestido em no mínimo 12cm.


Ponta do dedo – Como o nome já diz, este tipo de véu tem um comprimento um pouco mais longo que a ponta do dedo da noiva. Este véu pode ser usado praticamente com todos os tipos de vestidos, exceto com os vestidos acima do tornozelo.


Cotovelo – Este tipo de véu, vai aproximadamente até o cotovelo da noiva, é claro, e pode ser usado com qualquer tipo de vestido.




Ombros – Um véu curto, vai até os ombros e também pode ser usado com quase todos os tipos de vestidos.

Fotos: Divulgação
fonte.vitrine da noiva

21 novembro 2011

Com que véu eu vou?


Sonhamos loucamente durante anos e anos com um véu imenso, cobrindo todo o tapete da capela e quando nos damos conta estamos escolhendo um vestido sequinho onde mal suporta um pequenino e insignificante véuzinho.
O que há? O que mudou?
Você mudou e ganhou personalidade que se revela também na escolha do vestido do dia mais importante de sua vida.
Num momento somos sonhadoras, românticas e em outros práticas até demais, essas mudanças de estilo também tem haver com a idade que temos no dia do tão sonhado conto de fadas.
Por isso aquele desejo de arrastar cinco metros de tule pela igreja se transforma em um lindo e despojado penteado onde não cabe uma flor sequer.
Que bom que crescemos!


Que seu dia seja Bom!
Lica Motta